Homenagem no Hall do Teatro Direcional

Cheguei a Manaus no sábado dia 26 de maio para o show à noite na Virada Cultural. Na carro a caminho do hotel liguei o celular e vi entre outras uma mensagem de texto do Adriano Gobeth do Teatro Direcional de Manaus me convidando para ir ao seu teatro no dia 27 de maio para assistir o show de Roberto Menescal e me disse também que tinha uma surpresa.

Fui então para o Teatro Direcional que fica no Manauara Shopping. Quando cheguei perguntei na recepção pelo Adriano e fui informada que ele estava vindo para o teatro. Então fui entrando em direção a sala de espetáculo e ao passar pelo hall do teatro vi essas fotos grandes e entre elas uma foto minha. Parei surpresa, olhei novamente e achei lindo, chorei, fiquei feliz, tudo ao mesmo tempo, pois essa foi a primeira vez que recebi uma homenagem. A emoção não foi só por estar entre nomes importantes da cultura nacional e sim por ser em minha cidade Manaus. Fiquei e ainda estou emocionada com esse gesto do Adriano e dos amigos do teatro Direcional, ao quais serei eternamente grata.

Eliana Printes com Sandro e Adriano
Na foto com os queridos Sandro e Adriano do Teatro Direcional

Muito obrigada a vocês! Muito obrigada a minha cidade Manaus pelo aplauso, pelo carinho desde o inicio da minha carreira.
São gestos e ações que levarei sempre guardados comigo num cantinho do meu coração.

“Na água do mar tem um pouco do rio da minha cidade
E a bem da verdade nem a saudade saberá compreender
Por que inventamos caminhos e as vezes ficamos distantes
Se os nossos sonhos eram mais fortes sob a sua proteção
Não importa o rumo que eu siga eu sempre estarei retornando
Pra ver o sol iluminando a Igreja da matriz”
Trecho da música “A cidade e o luar” (Escrita pelo Adonay Pereira e por mim. Faixa do CD Cinema Guarany, inspirada e dedicada à nossa cidade Manaus)

3 comentários em “Homenagem no Hall do Teatro Direcional

  1. Você com certeza é merecedora disso e muito mais. Parabéns pelo talento, você é uma artista ímpar! Que Deus lhe abençoe cada vez mais!! Sou sua fã desde criancinha.Rsrs

  2. Meu anjo, escutei uma música essa semana que achei muito linda, bem que você poderia interpreta-la em um disco seu..o que acha? ficaria linda na sua voz, beijos do seu fã…

    Um dedinho de prosa baiana

    Caê de canô
    Perguntou pra Iaiá de Ioió
    Onde anda Dora de Zezé?
    – foi pro Dique do Tororó
    Quis saber do paradeiro
    De Firmino carpinteiro
    Filho de Vitorino boa prosa
    Que morava na baixa do sapateiro
    Fugiu com Dolores
    Das Dores de Ana Maria
    Que vendia balangandãs
    No corredor da vitória
    Com suas irmãs Raquel e Matilde
    Essa gente é bacana
    Essa gente é humilde…
    E onde anda popó?
    Acelino foi pro mundo
    Com fome de feijão
    Nocauteou a pobreza
    Sagrou-se nosso campeão
    Popó de Zuleika
    Orgulho de toda Bahia
    Tem a força do Axé
    Dessa imensa nação
    E onde anda meu rei?
    Toinho preto do Araketu
    Filho de Dandara do acarajé
    Que compôs afoxé
    Pros Filhos de Gandhi cantar
    Amar viver / viver o amor
    Amor ao mar / de Yemanjá…
    E ter
    Xangô, Oxalá! Logum Edê! Ogum, Iansã! Oxumaré!
    Letra: Eduardo Boaventura
    Música: Dinho Athayde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *